Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta quinta-feira

A sessão desta quinta-feira (11) é de alta para as principais bolsas mundiais, acompanhando a aprovação do pacote fiscal nos EUA e em meio à expectativa com a decisão do Banco Central Europeu (BCE).

Por aqui, os investidores acompanham a votação da PEC Emergencial em segundo turno, enquanto monitoram os dados do IPCA de fevereiro em meio aos sinais de aceleração da inflação. Confira os destaques:

1.Bolsas mundiais

As bolsas mundiais têm em sua maioria altas nesta quinta-feira, após a aprovação na Câmara dos Estados Unidos de um pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão, destinado a mitigar os efeitos da pandemia do coronavírus. Investidores também aguardam anúncios após a reunião do Banco Central Europeu (BCE), que ocorre hoje e trará a decisão da nova taxa de juros referenciais da instituição. Os investidores buscam pistas sobre a opinião da autoridade monetária em relação a um recente aumento nos rendimentos dos títulos.

Voltando aos EUA, a expectativa é de que o presidente democrata Joe Biden assine a legislação criando o pacote de estímulos na sexta (12), quando o Congresso deve enviá-la formalmente à Casa Branca.

A lei deverá estender o auxílio de US$ 300 a desempregados e outros programas voltados a essa população. Assim, milhões de americanos se tornarão elegíveis para auxílios do tipo até 6 de setembro.

Além disso, envia US$ 1.400 pagamentos diretos à maioria dos americanos e a seus dependentes. Também amplia o crédito de impostos relativo a cada criança por um ano, a US$ 3.600 para crianças com menos de 6 anos, e US$ 3.000 por criança de entre 6 e 17 anos.

Haverá uma expansão de subsídios para que americanos possam arcar com seguros de saúde. E auxílio de US$ 30 bilhões destinado a restaurantes. Haverá uma expansão do crédito de impostos que empresas poderão reter, contanto que mantenham funcionários na folha de pagamento.

Após a aprovação do pacote, as bolsas americanas fecharam em alta. Na quinta, os mercados asiáticos seguiram, em sua maioria, a tendência estabelecida pelas bolsas americanas, fechando também com ganhos.

As bolsas da China continental avançaram apesar de terem o desempenho prejudicado pelo anúncio feito pelo premiê Li Keqiang de que o país focará em crescimento do PIB de cerca de 6% para o ano, o patamar mais baixo de muitas estimativas de economistas, e relativamente modesto para padrões chineses.

O premiê afirmou que o governo não pretende emitir mais títulos em resposta à pandemia, e que as metas de déficit e inflação devem ficar mais baixas do que no ano passado.

Por outro lado, dados de empréstimos bancários em fevereiro melhores do que o esperado impulsionaram o sentimento do mercado e aliviaram algumas preocupações de aperto da política monetária. Os números mostraram que os novos empréstimos bancários na China caíram menos do que o esperado em fevereiro ante janeiro uma vez que o banco central buscou aliviar o crescimento do crédito para conter os riscos de dívida, enquanto mantém o suporte para pequenas empresas.

O índice Eurostoxx, que reúne 600 ações de todos os principais setores de 17 bolsas europeias, sobe 0,34% nesta quinta.

Investidores devem focar nos próximos anúncios do Banco Central Europeu, que se reúne nesta quinta. Nas últimas semanas, autoridades do banco descreveram a alta nos juros de títulos de renda fixa, especialmente do Tesouro americano com vencimento em dez anos, como “injustificada”, e “uma situação que precisa ser monitorada de perto”.

Veja o desempenho dos principais indicadores às 7h30 (horário de Brasília):

Veja os principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,72%
*Nasdaq Futuro (EUA), +1,75%
*Dow Jones Futuro (EUA), +0,3%
Europa
*Dax (Alemanha), -0,03%
*FTSE 100 (Reino Unido), -0,15%
*CAC 40 (França), +0,2%
*FTSE MIB (Itália), +0,7%
Ásia
*Nikkei (Japão), +0,6% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +1,65% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), +1,88% (fechado)
*Shanghai SE (China), +2,36% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, +1,3%, a US$ 65,28 o barril
*Petróleo Brent, +1,33%, a US$ 68,81 o barril
*Bitcoin, -0,03%, a US$ 55.039,90
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 5,55%, cotados a 1039,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 160,17 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,49

2. Agenda

Às 9h, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulga o índice de inflação medido pelo IPCA em fevereiro. A expectativa é de alta de 0,71% frente janeiro, segundo projeções da Bloomberg. Já a previsão do professor da Fipecafi, Estevão Alexandre, é de que o IPCA deve ficar em 0,70%. A alta deve ser puxada, principalmente, por conta do aumento dos transportes e alimentos.

Às 9h45, o Banco Central Europeu divulga a taxa de refinanciamento principal, a facilidade de empréstimo marginal e a taxa de facilidade de depósito. No mesmo horário, a presidente do Fed Christine Lagarde realiza uma coletiva de imprensa.

Às 10h30 são divulgados dados de novos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos. Às 12h é divulgada a oferta de empregos Jolts, relativa a janeiro nos Estados Unidos. Às 14h são divulgados dados sobre variação no patrimônio líquido familiar no quarto trimestre de 2021.

3. PEC Emergencial

O plenário da Câmara dos Deputados concluiu, na noite desta quarta-feira, a análise dos destaques apresentados pelas bancadas ao texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial. A votação de dez pedidos de modificação do parecer levou mais de 13 horas e culminou em novas desidratações do texto.

A Câmara retoma votação da PEC Emergencial em segundo turno a partir das 10h. Aprovado, o texto vai à promulgação pelo Congresso Nacional.

Durante a sessão da véspera, o governo teve que abrir mão de trecho que impedia progressões de carreira e promoções de servidores públicos em circunstâncias específicas para evitar prejuízo maior sobre as medidas defendidas pela equipe econômica.

A PEC Emergencial é apontada pela equipe econômica do governo como fundamental para viabilizar a concessão de uma nova rodada do auxílio emergencial, diante do recrudescimento da crise do novo coronavírus no país.

Veja mais sobre a sessão da véspera clicando aqui.

4. Brasil ultrapassa a marca de 2.000 mortes por Covid em um dia

Pelo 12º dia seguido, o país bateu na quarta (10) seu recorde na média móvel de mortes por Covid em 7 dias, com a marca de 1.645, alta de 43% em comparação com a média de 14 dias antes. O patamar de 1.500 mortes na média de 7 dias foi ultrapassado pela primeira vez há dois dias.

Pela primeira vez, o país ultrapassou, com folga, a marca de 2.000 mortes por Covid em um único dia, com 2.349 casos.
Este patamar foi atingido apesar de o Distrito Federal não ter divulgado o seu número de mortes. Por outro lado, foram contabilizados dados a mais de Goiás, que não havia divulgado o número de mortes na terça.

As informações são do consórcio de veículos de imprensa que sistematiza dados sobre Covid coletados por secretarias estaduais de Saúde no Brasil, que divulgou, às 20h de quarta o avanço da pandemia em 24 h no país.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 69.107, alta de 32% em relação ao patamar de 14 dias antes. Em apenas um dia houve 80.955 diagnósticos.

Até a segunda, 9.013.639 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a covid no Brasil, o equivalente a 4,26% da população. A segunda dose foi aplicada em 3.166.189 pessoas, ou 1,5% da população. Analistas vêm apontando a velocidade da imunização como um dos fatores a influenciarem a retomada da economia.

Segundo levantamento do jornal Folha de S. Paulo em todas as capitais do país, apenas Maceió e Macapá têm taxa de ocupação das UTIs abaixo de 80%. 16 capitais têm ocupação acima de 90%. Em Rio Branco e Aracaju, a ocupação é de 99%. Porto Velho tem ocupação de 100%, e Porto Alegre, de 102%.

Em uma cerimônia na quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou duas leis e uma medida provisória dedicadas a impulsionar a compra de vacinas pelo Brasil.

O PL 534 de 2021 facilita a compra de vacinas por União, governos estaduais e pela iniciativa privada A MP 1.026 de 2021 permite a compra de vacinas antes de aval da Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária). O PL 2.809 de 2020 prorroga até 31 de dezembro de 2020 a suspensão de manutenção de metas por prestadores de serviços de saúde no SUS.

Ao contrário do habitual, tanto Bolsonaro quanto outras autoridades utilizavam máscara. Segundo levantamento do portal G1, a última vez em que o presidente havia utilizado uma máscara em evento oficial fora em 3 de fevereiro, na sessão solene de abertura do ano legislativo no Congresso.

Pela quinta vez, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, reduziu a previsão de vacinas disponíveis no Brasil para o mês de março, para entre 22 milhões e 25 milhões de doses. Na segunda, o general Pazuello havia estimado entre 25 milhões e 28 milhões o número de doses. Em fevereiro, havia falado em 46 milhões de doses.

Em São Paulo, o governo anunciou a previsão de que a segunda dose da vacina comece a ser aplicada em idosos de entre 72 anos e 74 anos no dia 22 de março.

5. Radar corporativo

A Braskem teve lucro líquido atribuível aos acionistas majoritários de R$ 846 milhões no quarto trimestre de 2020, ante prejuízo líquido de R$ 2,92 bilhões registrado no mesmo trimestre de 2019.

Já a Eneva teve lucro líquido de R$ 686,5 milhões no quarto trimestre, alta de 88% na base anual. Enquanto isso, a receita líquida operacional totalizou R$ 1,22 bilhão, alta de 10% na mesma base de comparação.

A Ecorodovias teve crescimento do tráfego nas principais rodovias por ela administradas no quarto trimestre, mas uma grande baixa contábil levou a operadora de concessões de infraestrutura ao prejuízo. A companhia anunciou prejuízo de R$ 630,7 milhões entre outubro e dezembro, ante lucro de R$ 79,2 milhões no mesmo intervalo de 2019. A última linha do resultado foi afetada por uma baixa contábil de R$ 616 milhões referente ao contrato de concessão do Ecoporto Santos, que não foi prorrogado. A companhia havia há anos que contava com a prorrogação do contrato por mais 25 anos, mais o Ministério da Infraestrutura negou o pedido.

Já a Vale aprovou nesta quarta-feira a lista de candidatos para a composição do Conselho de Administração durante o mandato de 2021 a 2023.

Bolsas mundiais registram ganhos; investidores acompanham BCE, votação da PEC Emergencial em segundo turno e dados do IPCA – Finanças News
Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *